Querido Diário:Última Chance

Ontem,depois de uma conversa com meu filho no café da manhã,esta musica antiga me veio a cabeça.
Eu dizia pra ele:
-Esta é a grande chance de todo mundo melhorar,crescer.Espiritual e emocionalmente.
Então procurei por ela on line ,baixei no celular e
de lá pra cá nao parei mais de ouvir e adorar com ela,e o Espirito tem enchido meu coração.

“Eu, porém, cantarei a tua força; pela manhã louvarei com alegria a tua misericórdia; porquanto tu foste o meu alto refúgio, e proteção no dia da minha angústia.”

Salmos 59:16

Querido Diário:Corona Vírus

Antes de tudo,queridos leitores deste blog,

peço perdão pelo sumiço e pelo aparente abandono.

É Março de 2020 e estamos vivendo o que nunca ousamos imaginar:Uma pandemia,um medo terrível de um inimigo invisível que nao escolheu raça(se não a humana)nem classe social.Nós não o Brasil,mas o mundo. E que parou nossas vidas ivoluntariamente.

Do dia pra noite parece que caímos numa nova dimensão não é mesmo?

De repente tudo ficou secundário

A sobrevivência em massa virou coisa principal.

Como vocês(provavelmente)

tambem estou com meus dois filhos em distanciamento social.

Meu marido,como o herói da casa,apesar do medo,ainda sai todas as manhas para o trabalho industrial.

Eu poderia estar me exercitando diariamente,gravando videos para meu canal e Instagram,dando continuidade mais assiduamente a meu curso on line de estética,mas ainda não me sinto calma o bastante para estas coisas.

Limpo a casa detalhadamente todos os dias ,sirvo refeições na mesa com todos reunidos de 3 em 3 horas,momento que

oramos também,e assisto um pouco de TV depois de overdoses de noticias sobre corona vírus pelas redes sociais.

Essa tem sido minha vida.

Sim acredito que há um porquê.

Acredito que há boas coisas a serem tiradas disto.

Mas há crises emocionais,perdas,e abalo financeiro,então,não dá pra ficar tranquilo fazendo mascaras de beleza,relaxando e etc.

Então,muita força pra todos nós.

Agora contem-me se possível:

E vocês,como estão?

Ale Barcelos

Meu Reino

Estou me cercando de flores,

pendurando enfeites,

plantando sementes,

escolhendo cores,

idealizando meu mundo.

Estou fazendo eu mesma

todas as tarefas.

Grão à grão de terra,

enxugo a testa.

Construo um castelo,

pinto as paredes,

busco a água,

limpo o chão.

carrego as cargas.

E

depois de tudo pronto,

tomo um banho,

esvai-se o cansaço e o suor.

Lavo os cabelos,

penteio,

adorno.

Visto-me como princesa

ou melhor,

como rainha.

É meu dia.

Este é por fim meu reino

Terra conquistada,

Inaugurada depois de tempos,

mais tempo

e metade de outro tempo.

Terreno forte,

protegido por muralhas

altas.

Cobiçado por quem segue estrada.

Quem me vê aqui sentada admirando as flores

Subestima meu merecimento.

Não imagina os espinhos

bolhas e calos cravados e inflamados.

O esforço investido

em tempos,

mais tempo

e metade de outro tempo.

Se eu quisera um dia um castelo,

já sabia:

Ninguém achava que eu merecia.

Tinha que ser

construído pelas minhas próprias mãos.

De Ale Barcelos.

Tempo Pra Tudo

A Bíblia diz:
Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.Eclesiastes 3:1-8Eu entendo assim:Mesmo nas coisas aparentemente ruins há propósitos,mesmo nos sentimentos menos nobres há aprendizado.Nao se culpe tanto por eles.
Mesmo no se afastar há uma razão maior.
No aborrecer,no jogar fora,no perder,nos dia de se calar,de arrancar,de derrubar,de chorar, de rasgar ,de estar em guerras.
Já se perguntou o que o seu tempo de agora,está tentando lhe fazer aprender?
Quanto mais tempo se demorar para captar a mensagem,menos perto estará dos dias de sentimentos bons,de abraçar,de plantar,de guardar,de construir, de procurar , de costurar,de falar o que precisa ser dito,de ter paz.
Dê tempo ao tempo,respeite o espaço de tempo,o tempo do propósito de Deus,mas não o desperdice.Por Ale Barcelos

Querido Diário:Não foi hoje

Não foi hoje

Que aquela boa notícia chegou.

Acordei sonhando,idealizando

Pedindo a Deus com fé.

Depois vi:

Tudo seria igual por mais um tempo

Não sei qual é o prazo.

É frustrante sim

mas passa.

Sei que há um propósito maior

Que me fortalecerá.

Vou acordar amanhã

E lutar com as armas que tenho

Batalhar enquanto sonho,

traçar metas,

Reforçar meus desígnios

Lutar minhas guerras.

Em breve a Vitória virá

Como vieram outras antes,

está também virá.

Ale Barcelos

Deus.

O que falo pra ti

não falo fácil pra mais ninguém.

Como sabes de mim

outros só podem imaginar.

Tua discrição,

teu amor incondicional

mesmo com meus defeitos!

Nossas conversas,

nosso segredo

seria loucura se alguém pudesse deles saber detalhes.

Livra-me da vaidade de contar.

É coisa nossa,

Outros desígnios poderia tentar impedir.

Mas estou em Ti

Isso me basta.

Coisas grandes já fez pra me defender.

É melhor pra mim só me calar e desfrutar teu amor.

Loucura pra muitos

Abstrato,impossível

Pra mim estar em Tuas mãos é a única forma de viver.

De Ale Barcelos

Parar

A torneira se fecha,

o ventilador pára de ventilar,

a TV desliga,

a música cessa,

o desejo some

apetite Não há

Paz,nem pensar.

Tempo de parar.

Parar de rir,

Parar de ser.

Parar de almejar.

Pausar o que viria a fazer.

só seguir mesmo com o que não se pode deixar,

O resto é resto.

Nada é importante.

Sofrer o momento,

Sangrar até o fim

Chorar o luto,

gritar a revolta

espumar a raiva

socar com força a impotência.

Sentir a dor latejar sem o remédio que a possa conter.

O que vem depois não sei.

Agora parece tudo escuro lá.

A ponte não dá em lugar algum.

Agora,não há nada,nada.

Só há clamor.

Dizem que vai passar.

Ale Barcelos